Hope Parade
Horário de Funcionamento
Lojas

Segunda a sábado: 10h às 22h

Domingo: 10h às 21h (Funcionamento facultativo)

Alimentação

Segunda a domingo: 11h às 22h

SAC (Piso 2)

Segunda a domingo: 10h às 21h

Acontece

Agenda 09.09.2021
diversos

Hope Parade

De 9 de Setembro a 10 de Outubro

 

Mais que aderir à campanha Setembro Dourado, o Boulevard Shopping BH lança um projeto para, de fato, trazer visibilidade ao mês de conscientização do câncer infanto-juvenil. O Hope Parade acontece de 9 de setembro a 10 de outubro e foram convidados 10 artistas plásticos que fizeram uma intervenção artística em esculturas ovais. As peças estão sendo expostas no Piso 2 do mall e leiloadas ao público. Toda a arrecadação será doada para a instituição Casa Aura.

 

A escolha do nome da exposição e o formato das esculturas, que remetem a ovos, não foi aleatória. A ideia é fazer uma alusão à celebração da vida e ao sentimento de renascimento, esperança e recomeço. O público poderá conferir as obras de Alexandre Rato, André Gonzaga (Dalata), Binho Barreto, Clara Valente, Davi de Melo Santos, Hector Lourenço, Lidia Veber, Maria Raquel Bolinho, Sofia Bartolomeu e Thiago Alvim. Os artistas são mineiros, com atuação nacional e internacional e nenhum cobrou cachê para a ação, como forma de contribuição para a causa.

 

O leilão das obras e as doações para a Casa Aura serão feitas diretamente na plataforma E-SOLIDAR, usada por diversos eventos para arrecadação de forma transparente em ações solidárias.

 

            O "Setembro Dourado" é um movimento que tem como objetivo alertar pais, profissionais da saúde, educadores e sociedade em geral sobre a importância de se atentar aos sinais e sintomas sugestivos do câncer em crianças e adolescentes.

 

A Casa AURA é uma organização filantrópica, que acolhe crianças e adolescentes em tratamento oncológico em Belo Horizonte e seus acompanhantes e funciona como uma segunda casa para famílias que vem da região metropolitana de Belo Horizonte, de outras cidades de Minas Gerais e até mesmo de outros estados, e que precisam de apoio durante o tratamento do câncer. Além da hospedagem, é oferecido apoio terapêutico global de uma equipe de profissionais qualificados para promover o bem - estar e a segurança durante todo o processo de tratamento.

 

 

Sobre os artistas participantes do Hope Parade

Alexandre Rato é um artista Belo Horizontino, formado em Artes Plásticas pela Escola Guignard da UEMG e pós-graduado pela mesma instituição. O Realismo Fantástico tem relação com sua criação, que circula entre graffiti, desenho, pintura, gravura e outros, realizada com materiais diversos. Através da poética de suas obras, vivencia o lúdico e propõe uma vivência mágica com a vida cotidiana.

 

André Gonzaga (Dalata), nascido e criado em Belo Horizonte, atua na cena do graffiti desde 1997. Conhecido tanto no Brasil quanto no mundo, seu trabalho é um coquetel de abstração e surrealismo em uma mistura de técnicas variadas. Passeando pela pintura, o desenho e a escultura, o artista cria um mundo próprio voltado para o positivismo.

 

Binho Barreto trabalha com design gráfico, ilustração e pintura mural. Tem também uma intensa produção artística de desenhos e telas. Estudou Artes Plásticas na Escola Guignard/UEMG e atualmente é doutorando em Arquitetura e Urbanismo pela UFMG (onde desenvolve pesquisa sobre arte urbana). Seus interesses permeiam temas como artes visuais, literatura, culturas urbanas e cidadania.

 

Clara Valente nasceu e mora em Belo Horizonte tendo formado na Escola Guignard, UEMG, em 2005. Trabalha paisagens inspiradas nas incursões pelas montanhas e pela cidade. Usa a memória, a fotografia e vídeo para registros, esses se transformam também em obras.  Participou de vários projetos murais, residências e intercâmbios artísticos.

 

 

Davi de Melo Santos nasceu em 1982 e é um artista brasileiro que começou sua jornada com o graffite em 1998, em sua cidade natal, Belo Horizonte. Nestes últimos anos, colaborou com instituições e empresas para criação de murais, design, ilustrações de livro, cenário para teatro e televisão, além de exposições solo e coletivas no Brasil, Palestina, Itália, Alemanha, Inglaterra, Tailândia e Taiwan.

 

Hector Lourenço tem 26 anos e é tatuador e ilustrador. Apesar do contato com o desenho desde criança, foi aos 20 anos que decidiu focar seu tempo e energia na arte. Começando com ilustrações autorais em pôsteres, adesivos e camisas em uma marca independente, depois entrando para o mercado da tatuagem. Também foca em obras usando aquarelas e óleo.

 

Lidia Veber é precursora do graffiti em Minas Gerais, desde a comunidade do Taquaril e Alto Vera Cruz, a percorrer sua assinatura por outros continentes. Adentrou o universo da arte urbana aos 16 anos, a partir da sua necessidade de implodir o mundo em que crescia, baseado em uma educação rígida e restritiva, paralela à conflitiva e segmentada realidade dos jovens da sua comunidade. Mineira, periférica, negra e mulher, trilhou toda uma história em murais por todo o País.

 

Maria Raquel Bolinho é uma grafiteira que, em 2009, criou o personagem Bolinho com o intuito de colorir a cidade e dividir com milhares de pessoas sua paixão por doces e arte. Atualmente já foram pintados centenas de Bolinhos, que podem ser encontrados por toda BH, em diversas cidades do interior de Minas e em outros estados como Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia.

 

Sofia Bartolomeo é uma jovem artista surrealista que coleciona trabalhos e exposições pelo mundo, incluindo Nova York e Paris. Também atua com criação de estampas para diversas marcas.

 

Thiago Alvim, Bacharel em Artes Plásticas pela Escola Guignard (UEMG), atualmente reside em Belo Horizonte, onde explora o espaço da cidade como suporte para deixar fragmentos de suas expressões, utilizando elementos orgânicos, texturas, colagens, recortes e outros estímulos para criar. Além das obras expostas pelas ruas, elabora também trabalhos em seu ateliê, onde outros suportes como telas, madeira, metal, entre outros, ganham formas transitando entre o universo da vida e morte.